Volume 20  Edição 906      22 de março de 2020

Página 3

Últimas verdades, mentiras e boatos da Bolsa

Para a pág. 4

É verdade que  as providências econômicas anti-crise que os Governos vão adotando em todo mundo,  são semelhantes e visam evitar o colapso dos sistemas, pela necessidade de colocar a população em quarentena.

Como há a expectativa de que a crise possa se estender por alguns poucos meses,  todas as medidas têm caráter temporário e resultam em aumento acelerado nos dispêndios públicos, a serem cobertos por aumento na dívida dos Estados e aumento de emissão de moeda.

Há anos derramando liquidez,  os Tesouros conseguiam manter baixas as taxas de juros,  sem maiores perturbações na inflação, mantida sob controle,  ainda que com poucas exceções importantes (Estados Unidos e China),  o crescimento econômico venha sendo modesto.

O resultado é que, mundialmente, preocupa a situação do emprego,  já pressionada pela influência da revolução tecnológica,  que parece destruir mais do que criar em matéria de postos de emprego.


A prioridade é vencer a pandemia e evitar maiores danos à estrutura econômica,  mas logo a seguir, muitos problemas estarão acrescidos dessa nova carga e demandarão muitos esforços técnicos de gestão,  inclusive na defesa contra novas e possíveis epidemias.


É mentira que os mercados não tenham instrumentos de defesa contra fortes oscilações e que não estariam cumprindo as suas tarefas prioritárias.

Estamos vendo na atual crise a utilidade dos circuits breakers no controle dos movimentos de manada,  não para restringir a liquidez e sim para dosar exageros.

Também tem sido notável,  nos Estados Unidos,  a movimentação em ETFs (Exchange Traded Funds ou Fundos Ngociáveis em Bolsa) que são Fundos Mútos cujas carteiras expressam por    exemplo a evolução de índices, o Ibovespa ou o índice da siderurgia etc.

Já responsáveis por 38% do volume diário, com grande liquidez e variedade,  os ETFs se ajustam aos impulsos dos investidores como uma válvula de escape e têm ajudado muito.

Entre nós, esta ferramenta ainda está embrionária.




É verdade que
  segue o mesmo o quadro da participação dos investidores no volume diário da Bovespa, até o dia 17: estrangeiros na venda -R$17,078 BB, e na compra individuais nacionais +R$ 12,359 BB,  institucionais nacionais +R$ 2,385 BB e empresas nacionais públicas e privadas +R$ 2,075 BB.


Boato 1
: Remédio para malária seria recomendado para o corona virus.
Boato 2:  A reunião do G20 sobre a crise não conseguiria consenso sobre ações internacionais a serem tomadas.
    -  colhidos na Internet -

           COMUNICADO

   (clique abaixo e divulgue)

A todos os leitores e amigos
do
Verdades e Mentiras da Bolsa

"Há anos acompanho o seu site. Acho-o muito bem elaborado, útil e qualificado. Parabéns. Pode contar com a minha contribuição mensal, conforme sugerido. Segue comprovante da doação ref. março/2013."
"como leitor interessado na continuidade da circulação do V&M fiz transferência no valor de             R$120,00 agendada para 04/03, seguindo o valor sugerido de R$10 por mês, considere minha doação para todo o ano de 2013. Torço para que receba as contribuições necessárias para a manutenção da publicação." "Vale muito mais do que 10,00...(!) .  Acompanho há anos. Ótimo trabalho. Com o tempo, vou quitando minha dívida."