Volume 19  Edição 877    11 de agosto de 2019

Página 3

Últimas verdades, mentiras e boatos da Bolsa

Para a pág. 4

É verdade que  nesta sexta-feira,  os principais destaques foram:

- QUALICORP disparava 27,1%, após o grupo hospitalar Rede D'Or São Luiz assinar contrato na quinta-feira para comprar cerca de 10% das ações da empresa.

- B2W saltava 14,7%, em meio à alta de 21,8% no GMV consolidado do segundo trimestre, com aumento da participação do marketplace, em resultado que mostrou crescimento de margens e geração de caixa.

- BRF avançava 6%, após a dona das marcas Sadia e Perdigão reportar lucro no segundo trimestre de 2019, contrariando estimativas no mercado de resultado negativo e quebrando série de prejuízos.

- CVC (SA:CVCB3) tinha elevação de 8,2%, também tendo de pano de fundo balanço do segundo trimestre, conhecido na noite de quinta-feira.

- MRV perdia 5,5%, mesmo após reportar lucro líquido de 190 milhões de reais no segundo trimestre, crescimento de cerca de 15% sobre um  ano antes, apoiado em expansão da receita e custos controlados.

- VALE (SA:VALE3) cedia 2,5%, com os contratos futuros do minério de ferro negociados na China registrando sua maior queda semanal em mais de 16 meses nesta sexta-feira, caindo pelo sétimo dia consecutivo.

- B3 caía 1,7%, conforme a

operadora brasileira de infraestrutura de mercado financeiro e da bolsa de valores de São Paulo teve lucro líquido atribuído aos acionistas de 654,8 milhões de reais de abril a junho, queda de 9,6%.

- PETROBRAS PN (SA:PETR4) recuava 0,9%, mesmo com a alta dos preços do petróleo, na esteira de queda nos estoques europeus da commodity e expectativa de cortes na produção da Opep.

- ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN (ITUB4;BBDC4) cediam 1,7% e 1,4%, respectivamente, pesando do lado negativo, dada a relevante participação que ambos têm no Ibovespa.

(investing.com)






É mentira que a Petrobrás não tenha um Plano B caso se confirme uma queda do petróçeo para menos de US$ 50/barril WTI: na sexta-feira,  seu CEO afirmou que a companhia segue trabalhando para reduzir custos e se preparando para vários cenários possíveis.

O executivo ressaltou que trabalhar com preços elevados é fácil, mas a empresa precisa estar preparada para diversos cenários, dada a volatilidade de preços do petróleo.

Boato 1:  Já haveria maioria no Congresso para aprovar a privatização da Eletrobrás.
Boato 2:   A imposição de novas tarifas a produtos chineses por Trump,  seria revogada neste mês,  por     acordo entre as partes.               
   -  colhidos na Internet -

           COMUNICADO

   (clique abaixo e divulgue)

A todos os leitores e amigos
do
Verdades e Mentiras da Bolsa


"Há anos acompanho o seu site. Acho-o muito bem elaborado, útil e qualificado. Parabéns. Pode contar com a minha contribuição mensal, conforme sugerido. Segue comprovante da doação ref. março/2013."

"como leitor interessado na continuidade da circulação do V&M fiz transferência no valor de R$120,00 agendada para 04/03, seguindo o valor sugerido de R$10 por mês, considere minha doação para todo o ano de 2013. Torço para que receba as contribuições necessárias para a manutenção da publicação."

"Vale muito mais do que 10,00...(!) .  Acompanho há anos. Ótimo trabalho. Com o tempo, vou quitando minha dívida."