Volume 18  Edição 845    21 de outubro de 2018

Página 3

Últimas verdades, mentiras e boatos da Bolsa

Para a pág. 4

É verdade que  os investidores estrangeiros acumulam em outubro (até dia 17) um pequeno saldo vendedor no mercado à vista da Bovespa, num período de recordes em volume de negócios, onde predominam os giros intraday. Já no futuro do índice,  esses investidores acabaram surpreendendo o mercado ao zerar sua pouco comum posição comprada de perto de 200 mil contratos,  do final de setembro e chegar ao dia 18 a uma posição vendida de 64 mil contratos,  uma raridade na sua série histórica...Aparentemente,  apesar do resultado das eleições que está configurado ser sabidamente o seu preferido,  o grupo parece esperar um ajuste expressivo na recente alta das cotações.    No futuro do dólar,  a posição comprada habitual que foi recomposta no início do mês,  está mantida.



É mentira que
  as incertezas quanto ao futuro político do Brasil estejam confundindo os investimentos estrangeiros que estavam programados para este período:  depois do sucesso nos leilões de subsidiárias da Eletrobrás e de áreas do pré sal, nesta sexta-feira o controle da CESP foi vendido para uma parceria da Votorantim Energia com um grande Fundo de Investiumentos do Canadá.

Isso deixa boas perspectivas para o agressivo programa de desestatização proposto pelo candidato que vem liderando as pesquisas,  como ponto chave de suas ideias para    uma establização fiscal.

É verdade que  a Vale cortou novamente a meta de produção de níquel para o ano após registrar uma queda de 23,4 por cento da extração do metal entre julho e setembro ante o mesmo período de 2017, para 55,7 mil toneladas, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pela mineradora.

O volume do terceiro trimestre veio abaixo das 60 mil toneladas estimadas pela empresa em julho, quando a Vale divulgou os dados do segundo trimestre.

Em meio à performance abaixo do esperado, impactada por paradas para manutenção no Canadá já previstas, a empresa indicou revisão na estimativa de produção de níquel em 2018, para cerca de 240 mil toneladas de níquel, ante 250 mil toneladas estimadas em julho.

O níquel é peça importante da estratégia de diversificação da Vale, uma das maiores produtoras globais da commodity. 

Se teve produção abaixo da esperada em níquel, a maior produtor global de minério de ferro teve fortes resultados no terceiro trimestre na tradicional área de ferrosos.

Com recordes na produção e venda de minério de ferro e pelotas, analistas de mercado classificaram o resultado global da produção da empresa como positivo e esperam um avanço na área de metais básicos. (Reuters)



Boato 1
: A incorporação da Smiles pela GOL poderia não ser aprovada pela CVM, em processo já aberto.

Boato 2: A alta recente do IGP-M estaria em  desaceleração até o final do ano.     
       
-  colhidos na Internet -

           COMUNICADO

   (clique abaixo e divulgue)
A todos os leitores e amigos
do
Verdades e Mentiras da Bolsa

"Há anos acompanho o seu site. Acho-o muito bem elaborado, útil e qualificado. Parabéns. Pode contar com a minha contribuição mensal, conforme sugerido. Segue comprovante da doação ref. março/2013."
"como leitor interessado na continuidade da circulação do V&M fiz transferência no valor de R$120,00 agendada para 04/03, seguindo o valor sugerido de R$10 por mês, considere minha doação para todo o ano de 2013. Torço para que receba as contribuições necessárias para a manutenção da publicação."
"Vale muito mais do que 10,00...(!) .  Acompanho há anos. Ótimo trabalho. Com o tempo, vou quitando minha dívida."