Volume 18  Edição 816   11 de março de 2018

Página 3

Últimas verdades, mentiras e boatos da Bolsa

Para a pág. 4

É verdade que  com 830 transações concretizadas, o número de fusões e aquisições bateu seu recorde histórico de acordo com levantamento realizado pela KPMG. Tal número foi 12% maior se comparado ao ano anterior, quando foram realizadas 740 operações.

"Alguns foram os principais fatores que ajudaram a alavancar o número de fusões e aquisições, fazendo com que o ano de 2017 atingisse o recorde no número de operações. Primeiramente, as transações domésticas, que envolvem apenas empresas brasileiras, que, com 378 operações, tiveram seu terceiro melhor resultado da história, atrás apenas dos anos de 2011 (410) e 2008 (379). Em segundo lugar, não podemos deixar de destacar a recuperação no segundo semestre, principalmente do período entre outubro e dezembro que somou 246 negociações e se tornou o melhor trimestre da história", destaca o sócio da KPMG no Brasil, Luis Motta.

De acordo com o executivo, este resultado pode representar o início de uma retomada de confiança do empresariado. "Esses números não surgem da noite para o dia. Uma transação leva tempo para ser concretizada e os resultados de 2017, principalmente do quarto trimestre, vêm sendo construídos durante meses. Não podemos descartar a possibilidade de que algumas transações que estivessem em compasso de espera durante o ano tenham sido concretizadas neste trimestre".

Setores
Pela primeira vez, o setor de Tecnologia da informação não foi o líder em fusões e aquisições. Com 88 operações, o segmento ficou atrás de Empresas de internet, que somaram 104 transações, um crescimento de 40% em relação ao ano anterior. "Este resultado pode representar uma nova tendência, uma vez que foram observadas várias transações de empresas que atuam no meio digital e ainda diversos processos de capitalização de tais companhias liderados por fundos de venture capital. Este movimento também teve significativa importância para o estabelecimento do novo recorde de transações em 2018."

Ainda com relação à questão setorial, o segmento de Hospitais e laboratórios e análises clínicas registrou 50 operações e tem mantido um ritmo crescente de transações. "Isso está em linha com o processo de investimento e consolidação liderado por investidores locais e estrangeiros neste segmento", comenta Motta.

Além desses, destaque também para Empresas de serviços (66) e Alimentos, bebidas e tabaco (51).


É
mentira que apenas um vendedor seja responsável pela grande queda das bitcoins em 2018, mas o responsável por uma corretora japonesa, que quebrou ainda em 2014, estaria ligado à moeda virtual desde cedo e seria titular de grande posição,  que estaria sendo liquidada de fevereiro em diante...




É verdade que
  estaria para ser anunciada a  aquisição, pela Suzano, da posição detida pela Votorantim no capital da Fíbria,  cerca de 29%, com um valor de mercado estimado em R$  37 bilhões;   essa transação deverá evoluir para uma fusão das duas empresas, que segundo algumas fontes,  já contaria com sinal verde das autoridades governamentais.    O negócio ocorre em bom momento para os preços internacionais da celulose.


É
mentira que seja evidente a  melhoria de resultados do setor imobiliário,  segundo balanços divulgados nestas duas últimas semanas.  As cifras de vendas não são animadoras,  há estoques elevados e apenas a gestão de custos e de liquidez é que teria apresentado efeitos mais positivos em algumas das empresas.  O tom dos relatórios das administrações, por outro lado,  ainda é bem cauteloso,  em geral.


Boato 1
: Afinal, estaria sendo concluído o acordo entre a Boeing e a Embraer.
Boato 2:  Existiriam pesquisas prevendo iminente aumento dos preços ainda neste semestre.
     
-  colhidos na Internet -

           COMUNICADO

   (clique abaixo e divulgue)

A todos os leitores e amigos
do
Verdades e Mentiras da Bolsa



"Há anos acompanho o seu site. Acho-o muito bem elaborado, útil e qualificado. Parabéns. Pode contar com a minha contribuição mensal, conforme sugerido. Segue comprovante da doação ref. março/2013."

"como leitor interessado na continuidade da circulação do V&M fiz transferência no valor de R$120,00 agendada para 04/03, seguindo o valor sugerido de R$10 por mês, considere minha doação para todo o ano de 2013. Torço para que receba as contribuições necessárias para a manutenção da publicação."

"Vale muito mais do que 10,00...(!) .  Acompanho há anos. Ótimo trabalho. Com o tempo, vou quitando minha dívida."