28 de  janeiro de 2018

VERDADES  E  MENTIRAS  DA  BOLSA

Nesta edição:

©Jayme Ghitnick
2001 a 2018

Volume 17  Edição  811

MERCADO  ESTÁ  CARO

P/L como termômetro

 


O índice preço-lucro (P/L) é o mais utilizado instrumento de avaliação de uma companhia, simplificando o cálculo do valor presente dos futuros lucros estimados.  Isso é feito dividindo-se a cotação atual pelo lucro por ação recente ou projetado.  Popularmente, é entendido como o cálculo de quantos anos são necessários para recuperar a cotação paga com tais lucros futuros...

Em geral,  compara-se o P/L corrente de uma companhia com  a média do seu setor e com a média do mercado.

Ao lado, uma tabela mostra os P/L atuais dos ativos do Ibovespa,  extraidos do site da Fundamentus, na manhã do dia 23 último:  afora os itens em vermelho (empresas com prejuízo), os valores vão dos 7,25 da Copel aos incríveis 1.511,93 da Usiminas e a média dos positivos é de 58,07.

O inverso do P/L reflete,  assim, a taxa de rentabilidade da companhia.   Um P/L de 58 é igual a uma rentabilidade de 1/58 = 1,72%  a.a.   Para se ter uma idéia, o P/L da Selic de 7% é 1/7 = 14,28.   Ou seja, a rentabilidade média das companhias do Ibovespa, nos preços atuais, está em torno de apenas 1,72% a.a.,  o P/L está muito alto.

P/L alto muitas vezes significa que existe uma expectativa do mercado de que o lucro atual usado no cálculo deverá crescer rapidamente;na matemática, é o equivalente a, ao descontar

os lucros futuros, ao invés de usar uma taxa de juros r (próxima à Selic...),  usar uma taxa de juros r+g, onde g seria o mencionado e  esperado crescimento dos lucros.   É ainda o mesmo que dizer que o P/L alto mostra a  antecipação de lucros futuros bem melhores...

No nosso mercado, os P/L recentes são estratosféricos,  após dois anos seguidos de alta, com recordes sendo superados dia a dia.  Compreende-se a existência do fenômeno da antecipação de um futuro melhor,  mas as cotações já embutem agora uma enorme diferença para o P/L da Selic (ou "normal"...) e para que estas cotações sejam consideradas razoáveis,  os lucros teriam que apresentar um crescimento realmente extraordinário.

As cifras são claras,  o mercado está muito caro.