Volume 18  Edição 809   14 de janeiro de 2018

Página 3

Últimas verdades, mentiras e boatos da Bolsa

Para a pág. 4

É verdade que,  apesar do baixo índice de 2017,   o dragão da inflação anda bufando,  como comentei na semana passada: o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) registrou alta de 0,75% na primeira prévia de janeiro, após subir 0,73% no mesmo período do mês anterior, com os preços de alimentos no varejo voltando a subir.
Os dados divulgados nesta quinta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) registrou no período avanço de 1,03%, contra 0,96% no mês anterior. O IPA mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral.
No IPA, os produtos agropecuários aceleram a alta a 0,63% ante 0,51% em dezembro, enquanto os industriais tiveram avanço de 1,16% no período, contra 1,11% anteriormente.
Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, repetiu na primeira leitura de janeiro a taxa de 0,30% vista no mesmo período de dezembro.
A principal contribuição para o resultado do IPC partiu do grupo Alimentação, cujos preços subiram 0,44% na primeira leitura deste mês depois de terem caído 0,17% no mesmo período de janeiro. O destaque ficou para o item hortaliças e legumes, que subiram 5,05%.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu na primeira prévia de janeiro 0,14%, contra alta de 0,30% no período anterior.  O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de   aluguel de imóveis. (Reuters)


É mentira
que esteja sob controle o projeto de  privatização da  Eletrobrás: os planos do governo federal de concluir ainda em 2018 o processo sofreram um revés nesta quinta-feira, que pode colocar em risco o cronograma previsto, após uma liminar suspender trecho da medida provisória 814/2017 que retirava vetos à privatização da companhia e suas subsidiárias.


É verdade que
  a Standard&Poor's voltou a rebaixar a nota de crédito do Brasil, pela falta de aprovação das reformas:  "Apesar de vários avanços em políticas pela administração Temer, o Brasil fez um progresso mais lento que o esperado na implementação de legislação significativa para corrigir no tempo adequado uma deficiência fiscal estrutural e crescimento dos níveis de dívida", diz a S&P em seu comunicado.do país.

Boato 1: O setor ambiental já teria autorizado a Petrobrás a instalar 5  das 7 plataformas previstas para 2018.
Boato 2:  O Governo Federal expediria decreto facilitando a privatização da CESP.
   
-  colhidos na Internet -

           COMUNICADO

   (clique abaixo e divulgue)

A todos os leitores e amigos
do
Verdades e Mentiras da Bolsa



"Há anos acompanho o seu site. Acho-o muito bem elaborado, útil e qualificado. Parabéns. Pode contar com a minha contribuição mensal, conforme sugerido. Segue comprovante da doação ref. março/2013."

"como leitor interessado na continuidade da circulação do V&M fiz transferência no valor de R$120,00 agendada para 04/03, seguindo o valor sugerido de R$10 por mês, considere minha doação para todo o ano de 2013. Torço para que receba as contribuições necessárias para a manutenção da publicação."

"Vale muito mais do que 10,00...(!) .  Acompanho há anos. Ótimo trabalho. Com o tempo, vou quitando minha dívida."