Página 2

Volume 18  Edição 809   14 de janeiro de 2018

AMEAÇA  TÉCNICA

Para a pág. 3


Assustando o mercado


A Elliott Wave International vem de divulgar o gráfico acima que mostra a evolução do Dow Jones Industrials durante a década de 20 do século passado e nos últimos anos (oito, em cada caso), chamando a atenção para a semelhança de comportamento do índice nas duas fases.

Há um íngreme canal de alta  nos dois períodos,  sendo que no primeiro,  a maior parte do tempo foi seguida a linha de suporte,  enquanto que no segundo, seguiu-se principalmente a linha de resistência (paralela à linha de suporte).

Na esticada final em 1929, quando a resistência era testada e começava a ser rompida,  naquilo que por lá chamam de "throw-over", acabou ocorrendo a grande reversão de tendência ou o famoso crash.

Na figura atual, o índice ainda está tentando se manter acima da linha de resistência e a semelhança gráfica é realmente preocupante,ainda que na realidade operacional as situações sejam muito diferentes.

A economia no século passado era muito menos regulamentada e controlada,  justamente para ser protegida de disfunções como a ocorrida após a 1ªGuerra Mundial.

Particularmente, o mercado de ações operava em condições pouco seguras, especialmente com o notório abuso da utilização de crédito aos investidores,  que acabou sendo o combustível que provocou o exagero do boom e o consequente crash.

Hoje em dia, a liquidez ainda alimenta a alta corrente, mas a economia e as instituições que a compõem permitem que,  como vimos em 2008,  bolhas sejam absorvidas de forma mais rápida e com menores prejuízos...